Imagem meramente ilustrativa

² MALAVOLTA, E. Adubação mineral e sua relação com doenças das plantas: a visão de um nutricionista de plantas. In: WORKSHOP – A INTERFACE SOLO-RAIZ (RIZOSFERA) E RELAÇÕES COM A DISPONIBILIDADE DE NUTRIENTES, A NUTRIÇÃO E AS DOENÇAS DE PLANTAS. Piracicaba: POTAFOS/CEA, 1998. p. 1-60.
³ PRATES, HELOÍSA SABINO; JUNIOR, JOSÉ LAVRES E MORAES, MILTON FERREIRA DE. O ENXOFRE COMO NUTRIENTE E AGENTE DE DEFESA CONTRA PRAGAS E DOENÇAS. INFORMAÇÕES AGRONÔMICAS Nº 115 – SETEMBRO/2006, p. 8.

Composição

Enxofre (S) – Porcentagem total 80,0%
Manganês (Mn) – Porcentagem total 1,0%
S(SO4) – Porcentagem total 0,4%

Benefícios:
• De baixa corrosão em maquinários, implementos e aramados;
• Resultados superiores ou idênticos aos melhores enxofres do mercado;
• Baixa dose.


Embalagem disponível:
• Pacotes de 1kg (Saco com 20 pacotes – 20kg)


Variação de dosagem
• De 5 – 10kg/ha
• A dosagem varia de cultura a cultura, consulte um profissional
habilitado.


Você sabia?
• Folhas e raízes são capazes de absorver formas diversas de S, tais
como: SO2, S-cisteína, S-elementar (Sº), entretanto, a forma
predominantemente absorvida pelas culturas é o sulfato (SO4²ˉ)
(MALAVOLTA, 1950)2
• A deficiência de S se caracteriza por uma coloração amarelada uniforme
das folhas mais novas. Solos arenosos, pobres em matéria orgânica, que
é a fonte principal do elemento, terras muito ácidas, chuva ou irrigação
excessiva, uso de fórmulas concentradas, que contém apenas N, P2O5 e
K2O, são as principais causas de deficiência de S.3

Uso obrigatório de E.P.I. (Equipamento de Proteção Individual)

² MALAVOLTA, E. Adubação mineral e sua relação com doenças das plantas: a visão de um nutricionista de plantas. In: WORKSHOP – A INTERFACE SOLO-RAIZ (RIZOSFERA) E RELAÇÕES COM A DISPONIBILIDADE DE NUTRIENTES, A NUTRIÇÃO E AS DOENÇAS DE PLANTAS. Piracicaba: POTAFOS/CEA, 1998. p. 1-60.
³ PRATES, HELOÍSA SABINO; JUNIOR, JOSÉ LAVRES E MORAES, MILTON FERREIRA DE. O ENXOFRE COMO NUTRIENTE E AGENTE DE DEFESA CONTRA PRAGAS E DOENÇAS. INFORMAÇÕES AGRONÔMICAS Nº 115 – SETEMBRO/2006, p. 8.

saiba mais

Nossa agricultura atual requer produção de plantas sadias, elevada produtividade, baixo custo de produção com uso de produtos mais naturais que não acumulem resíduos tóxicos.
Utilizar os minerais ferti-protetores representa uma excelente opção para tratamento eficiente de baixo custo e atendendo exigências ecológicas.

CONTATO

REDES SOCIAIS